COISAS DE LUDWIG

BEETHOVEN | PIANO CONCERTO 3 & 4 | ALLEGRO COM BRIO BERLINER PHILAMONIKER | SIR SIMON RATTLE & MITSUKO UCHIDA

Nunca entendi o romantismo de Beethoven, até que senti e entendi todo o romantismo de Beethoven.

Nunca lhe entendi toda a grandiosidade, até ao dia em que lhe senti e compreendi toda a grandiosidade e rendi aos pés da sua obra.

Julgo que jamais serei o mesmo depois disso, e penso que a forma de compreender o amor, o afecto e a composição romântica da música foram portas desconhecidas, embora enormes, que se abriram diante dos meus olhos e da minha alma.

Isto não se agradece, ponto, celebra-se, pronto… Isto espera-se que aconteça com a nossa vida, ao longo da nossa vida, não apenas com a música, mas com o amor, mais ou menos platónico, mais ou menos solitário, ou até com o amor próprio ou em boa companhia. Espera-se e deseja-se que tal nos aconteça, aqui e ali, de uma forma qualquer relevante. Com sorte vai-nos acontecendo ao longo da vida, em pequenas coisas ou doses diminutas, que nos tornarão mais fortes e resistentes, funcionando como pequenos escudos que nos abrigam de nortadas de alma mais violentas e geladas.