TODA A POESIA IMPORTA

ABSYNTHE MINDED | RIDDLE OF THE SPHINX

Olhas a mesa onde se espalham, desarrumadas, todas as palavras,
As que podiam ser um poema.
Mas haverá poesia sem um mundo a girar e a acontecer?
Toda a felicidade importa, toda a tristeza importa,
Assim elas nasçam e cresçam na vida que corre,
feita água viva de fonte pujante.


Toda a poesia importa, e olhas as palavras desarrumadas,
Como quem olha um milhar de peças de um puzzle branco,
Todo branco, num milhar de peças brancas.
E toda a saúde importa, dentro e fora de ti,
Porque é nela que pintarás novamente as peças,
De novo, com uma nova pintura do mundo, em movimento,


Esse mundo que parou e, com ele, toda a poesia,
Porque é preciso um qualquer contraste de cor,
Para que dele nasça um mínimo de poesia.
E toda a poesia importa.